Como Reverter o Diabetes Tipo 2 !

Você está diabético, ou está correndo o risco de adquirir uma diabetes?

Você se preocupa com o açúcar no sangue?

Então você veio ao lugar certo!

A doença diabetes, (de qualquer tipo) significa que você tem muito açúcar no sangue. Esta página irá te mostrar a melhor forma de verificar isso.

Você pode normalizar o açúcar no sangue naturalmente sem ser necessário o uso de medicamentos, contagem de calorias ou de ter que passar fome.

Muitas pessoas já o fizeram. Como um bônus, normalizar o açúcar no sangue normalmente faz de você uma pessoa mais saudável e mais magra.

Índice:

  1. A Desastrosa Epidemia.
  2. O Açúcar no Seu Sangue Está Normal?
  3. Dois Tipos de Diabetes.
  4. De Onde Vem o Açúcar no Sangue?
  5. Normalizar o Açúcar no Sangue.
  6. A Sabedoria Antiga.
  7. A Nova Ciência.
  8. Um Exemplo de Duas Refeições.
  9. Quem Lucra com o Açúcar Perigosamente Elevado no Sangue?
  10. Tornar-se Sua Própria Evidência.
  11. Mais Informação.

 

1 – A Desastrosa Epidemia

O que está errado?

Por que mais e mais pessoas se tornam diabéticas?

No passado, antes da nossa dieta ocidental moderna, diabetes era extremamente raro. A doença está se tornando cada vez mais comum. Em todo o mundo, mais e mais pessoas estão se tornando diabéticas:

mapa munda da obesidade

Estatísticas: OMS e IDF

O número de pessoas com diabetes está aumentando incrivelmente rápido e está caminhando para 500 milhões. Esta é uma epidemia mundial.

Será que alguém da sua família está afetada ou cera afetada em breve?

Sua mãe, pai, primo, o seu filho?

Ou você?

É, talvez, o seu sangue já esteja muito doce?

Os afetados pela forma mais comum de diabetes (tipo 2) normalmente nunca recuperam a sua saúde. Em vez disso, tomamos como certo que eles vão se tornar um pouco mais doentes a cada ano que passa.

Com o tempo eles precisam de mais e mais drogas. No entanto, as complicações surgem mais cedo ou mais tarde.

Cegueira, A Diálise devido aos Rins Prejudicados, Demência, Amputações e Morte.

A epidemia de diabetes provoca sofrimento inconcebíveis. Felizmente há algo que pode ser feito.

Nós apenas precisamos ver através do erro que levou à explosão da doença e corrigi-lo. Isto pode normalizar o açúcar no sangue. Muitos já conseguiram fazer isso.

Se você já sabe que você é diabético você pode pular até a seção De onde vem o açúcar no sangue.

Caso contrário, vamos ver se você está em risco.

 

2 – O Açúcar no Seu Sangue está Normal?

Aqui está um curso intensivo de diabetes e açúcar elevado no sangue.

Os sintomas

os sintomas da diabetes

Os sintomas mais comuns da diabetes:

  • Sede excessiva e uma produção normalmente elevada de urina. Isto acontece porque periodicamente o açúcar no sangue é tão alto (acima de 15 mmol / l ou 270 mg / dl) que passa para a urina. Quando isso acontece o organismo necessita de mais fluído corporal para tentar restabelecer o equilíbrio, o que aumenta a sede.
  • Um agravamento da visão também é comum. Tudo isso faz com que ondas de açúcar penetre nas lentes dos olhos e você se torna mais míope.
  • Fadiga Com diabetes tipo 1, você pode inexplicavelmente perder peso e sua transpiração pode exalar o cheiro de acetona.

No entanto, note que, com formas mais leves de diabetes muitas vezes você não percebe nada. Ainda assim, todo o açúcar no sangue pode danificar gradualmente o seu corpo.

Teste

teste diabetes

Você está diabético? Se você ainda não sabe, isso é simples de descobrir, basta testar e em poucos segundos você tem o resultado. Quer no consultório do seu médico ou com o seu próprio medidor de glicose no sangue. Uma picada no dedo e uma gota de sangue e é tudo que você precisa para descobrir.

  • O nível normal de açúcar no sangue é de até 6 mmol / L (108 mg / dl) em jejum, ou até 8.7 (156 mg / dl) após uma refeição.
  • Um nível de açúcar no sangue ligeiramente elevado pode indicar pré-diabetes.
  • Acima de 7,0 mmol / l (126 mg / dl) em jejum, ou 12,2 (220 mg / dl) após uma refeição, indica que você está diabético.

Você também pode testar sua urina com tiras de teste de urina: glicose na urina geralmente indica que você é diabético.

Faça o teste, e você vai saber.

 

3 – Dois Tipos de Diabetes

2 tipos de diabetes

O que causa a diabetes? Existem duas formas comuns:

Tipo 2

A diabetes Tipo 2 é de longe a forma mais comum (cerca de 90% de todos os casos) e é a que mais aumenta. Ela afeta principalmente pessoas acima do peso na meia idade e também na melhor idade.

Não é incomum que a pessoa afetada também tenha uma pressão arterial elevada e péssimos números de colesterol ruim. A diabetes gestacional é um caso especial, uma diabetes tipo 2 temporária.

Na diabetes tipo 2, o corpo tem um tempo cada vez menor para lidar com todo o açúcar no sangue. Grandes quantidades do hormônio insulina são produzidas para baixar o açúcar no sangue, mas isso ainda não é o suficiente, porque a sensibilidade à insulina do corpo diminui.

No momento do diagnóstico tipo 2, diabéticos têm normalmente dez vezes mais insulina no seu corpo do que o normal. Como efeito colateral, esta insulina armazena gordura e faz com que o ganho de peso aconteça, isso é algo que tem acontecido muitas vezes e por muitos anos antes de a doença ser diagnosticada.

Por que mais e mais pessoas tem diabetes tipo 2 hoje?

Você vai saber porque quando você terminar de ler esta página.

Uma pista: a doença era uma vez em muitas línguas chamada de doença do açúcar.

Tipo 1

O diabetes tipo 1 (diabetes juvenil de início) afeta principalmente crianças e adultos jovens. As pessoas que adquirem o diabetes tipo 1 são muitas vezes de peso normal. Nos meses anteriores ao diagnóstico, geralmente perderam peso inexplicavelmente.

A diabetes Tipo 1 é causada pela morte da maioria das células produtoras de insulina do organismo (a partir de uma causa desconhecida). A deficiência grave em insulina faz com que haja açúcar elevado no sangue e perda de peso rápida.

O tratamento consiste principalmente de administrar a insulina medicamentosa para repor a que falta no organismo utilizando uma seringa.

Além disso, uma dieta que não eleve o açúcar no sangue facilita drasticamente a obtenção de níveis de açúcar no sangue estável e normal.

 

4 – De Onde Vem o Açúcar no Sangue?

O problema para os diabéticos é que o corpo tem dificuldade em manter os níveis de açúcar no sangue baixos. O sangue se torna muito doce. Então de onde é que o açúcar no sangue vem?

O açúcar no sangue vem dos alimentos que nós comemos. Os alimentos que se transformam rapidamente em açúcar assim que chegam ao estômago, são chamados  de hidratos de carbono ou carboidratos. Isto significa açúcar (como os encontrados em refrigerantes, sucos de frutas, doces…) e amidos (como nos pães, massas, arroz e batatas).

de onde vem o açucar no sangue

Os hidratos de carbono

O amido, por exemplo o de pães, é dividido em glicose no estômago. Quando a glicose entra na corrente sanguínea é chamado de açúcar no sangue.

Quanto mais Carboidratos (hidratos de carbono) se comer em uma refeição, mais açúcar é absorvido para a corrente sanguínea.

Recomendações Dietéticas Invertidas

As recomendações dietéticas utilizadas em todo mundo ocidental nas últimas décadas tem sido muito parecidas. Enquanto mais e mais pessoas se tornavam diabéticas e ficavam cada vez mais doentes, eles continuavam sendo aconselhados a comer os alimentos que aumenta o açúcar no sangue (Fazendo com que piorassem cada vez mais).

Aqui está um bom exemplo, o modelo de alimentação sueco para diabéticos: E no Brasil e Estados Unidos não é muito diferente.

recomendações invertidas 1

Quais são os alimentos que elevam o açúcar no sangue? Bem, aqueles que contêm carboidratos (açúcar e amido).

O pão e as batatas consistem em amido, o leite contém açúcar do leite e a fruta contém açúcar simples:

recomendações invertidas 2

Sendo assim, a comida da foto acima eleva drasticamente o açúcar no sangue. Pessoas com diabetes, que tentam comer desta forma normalmente não vão se tornar mais saudáveis ​​ou mais magras.

Pelo contrário, eles geralmente precisam de mais e mais medicamentos e se tornarão mais e mais obesas com o passar dos anos.

O conselho acima é, portanto, não apenas ilógico, mas também funciona mal.

Falta-lhe completamente apoio científico.

De acordo com uma investigação feita por um cientista Sueco, pelo contrário, nos últimos anos recomendações dietéticas ricas em carboidratos semelhantes a esta tem mostrado aumento no risco de diabetes e piora os níveis de açúcar no sangue por longos períodos em indivíduos que já são diabéticos. Esta recomendação não melhora a saúde de ninguém, menos ainda a dos diabéticos.

A única razão para as pessoas continuarem seguindo esta recomendação equivocada é o medo persistente da gordura natural que elas deveriam comer.

Se você estiver seguindo este conselho errado, evitando a gordura que você precisa comer, para continuar consumindo carboidratos a fim de se saciar. Saiba que nos últimos anos a velha teoria de que a gordura é perigosa sucumbiu, foi provado que isto não é verdade.

Produtos de baixo teor de gordura são simplesmente desnecessários. Por isso a recomendação de se ter uma dieta rica em carboidratos não se sustenta!

Se a pergunta que você tem na cabeça neste momento é:

Existe uma alternativa que proporciona uma melhor saúde e peso?

A resposta é SIM! Alimentos que não elevam o açúcar no sangue.

 

5 – Normalizar o Açúcar no Sangue

normalizar o açucar no sangue

O que acontece se você eliminar os alimentos que acumulam açúcar no sangue? O que restará então?

Por exemplo, isto:

Alimentos que não elevam o açúcar no sangue

Mais e mais diabéticos estão optando por comer alimentos que não elevam o açúcar no sangue. Alimentos com menos carboidratos e uma maior proporção de gordura, alimentos sugeridos pelo Programa Corpo Medida Certa.

Eles costumam notar que a partir da primeira refeição, o açúcar no sangue melhora. A necessidade de medicamentos, especialmente a insulina, é drasticamente reduzida e a perda de peso é bastante substancial.

Eles costumam finalmente se sentir muito melhor, mais alertas e melhoram muitos marcadores de saúde.

Mais e mais médicos aconselham de forma semelhante com grandes resultados. Mais e mais pessoas estão questionando estas velhas recomendações que sugerem uma alimentação rica em carboidratos, mesmo na mídia.

Desde a queda de 2011, o Conselho Nacional Sueco de Saúde vem recomendando uma dieta baixa em carboidratos e rica em gorduras boas. Há uma grande mudança no ar hoje e você não tem que esperar.

Histórias espetaculares sobre uma nova saúde e bem estar:

É a sua vez agora? Por tanto, não deixe para depois: Corpo Medida Certa.

 

6 – A Antiga Sabedoria

Você acha que a dieta baixa em carboidratos para diabéticos é uma nova invenção? Não é Não.

Há experiências de longas datas sobre os efeitos positivos dessa estratégia.

No passado, não tínhamos medo de comer gordura e não havia drogas modernas para reduzir o açúcar no sangue, o aconselhamento dietético era diferente do de hoje. Nessa dieta o tempo era tudo o que estava disponível para ajudar os diabéticos.

Aqui estão imagens de um livro de receitas para diabéticos de 1917. Você pode ler o livro inteiro, está disponível de forma gratuita .

Segue abaixo uma imagem das páginas 12-13, onde há um resumo sobre o que os diabéticos devem e não devem comer.

Vamos começar com o que os diabéticos eram orientados a não comer há cem anos atrás.

Alimentos Estritamente Proibidos

alimentos estritamente proibidos 1

O título da página é “Alimentos Estritamente Proibidos”. Ela começa com açúcar e “Alimentos e Amidos  como Farináceos”, em outras palavras farinhas e amidos. Exemplos:

  • Pães
  • Biscoitos
  • Arroz
  • Massas
  • Bebidas doces
  • Etc

Uma boa parte desses alimentos que eram absolutamente proibidos, hoje são recomendados para diabéticos, em praticamente todo o mundo ocidental. E esses alimentos na verdade estão entre os maiores causadores de diabetes que existe.

E a cada dia surgem mais e mais diabéticos, que precisam usar mais e mais drogas e acabam ficando ainda mais doentes. Dificilmente isso poderia ser uma coincidência.

Alimentos Especialmente Valiosos

alimentos estritamente proibidos 2

Aqui está a lista de Alimentos recomendados e Nutrientes para Diabéticos:

  • Manteiga
  • Azeite
  • Queijo
  • Carne
  • Peixe
  • Ovos

Isso soa familiar. Se nós apenas adicionarmos quantidades generosas de legumes, esta passa a ser exatamente igual as recomendações e estratégias que usamos no Programa Corpo Medida Certa e que Grandes Especialistas como o Dr. Andreas Eenfeldt  também usam.

Este é o conselho que os diabéticos recebiam uma centena de anos atrás.

Na Suécia, mesmo com a dieta rica em gordura, Petren incluiu cortes de carne de porcos gordos, manteiga e repolho verde.

E hoje, quando os diabéticos começam a se alimentar desta forma, acontece o mesmo que acontecia no passado. O açúcar no sangue melhora drasticamente desde o primeiro dia. Logicamente, evitando comer o que aumenta o açúcar no sangue.

A maioria das pessoas com sobrepeso, perdem gradualmente uma grande quantidade de peso e são capazes de se sentirem bem com menos medicação.

Então, por que mais pessoas não têm essa oportunidade?

 

7 – A Nova Ciência

As recomendações dietéticas de hoje em dia para diabéticos, são ricas em carboidratos e são baseadas no velho medo de alimentos naturalmente gordurosos. Não existem estudos de qualidade que comprovem que uma dieta rica em carboidratos é benéfica.

Assim, quando os cientistas e peritos suecos recentemente analisaram milhares de estudos sobre o assunto, não encontraram qualquer evidência científica que sustente esta recomendação usada nos dias de hoje, que é a de ter uma dieta rica em carboidratos e grãos com pouca ou nenhuma gordura (o que é errado).

Os novos estudos que têm sido feitos atualmente, mostram que as novas recomendações (que são as de termos uma dieta rica em gorduras e baixa em carboidratos) produzem um  melhor efeito sobre os níveis de açúcar no sangue e  perda de peso, do que as recomendações antigas de se ter uma dieta de baixo teor de gordura e auto consumo de carboidratos.

Desde então, o Conselho Sueco de Saúde e Bem-Estar publicaram suas novas diretrizes para os profissionais de saúde. Eles tornaram-se receptivo a várias opções sobre dietas para diabéticos e agora recomendam vivamente uma dieta baixa em carboidratos como uma primeira escolha.

Além disso, já em 2008, o Conselho Sueco de Saúde e Bem-Estar examinou e aprovou que seja recomendado (uma dieta baixa em carboidratos e rica em gorduras saturadas ou LCHF) dentro do sistema de saúde. De acordo com a revisão da Direção Nacional de Saúde e Bem-Estar, diante da ciência e conhecimento comprovado, as recomendações dietéticas na Suécia passam a ser de uma dieta LCHF ou (Baixa em Carboidratos e Rica em Gorduras).

Em outras palavras, os Profissionais de Saúde Certificados, que dão essa recomendação podem se sentir totalmente confiantes e seguros.

Até mesmo a Associação Americana de Diabetes (ADA)  desde 2008, que aprova conselhos sobre uma dieta pobre em carboidratos para diabéticos.

Estudos Sobre Dietas Pobres em Carboidratos e Diabetes

  1. Dieta pobre em carboidratos em diabetes tipo 2: melhoria estável do peso corporal e controle glicêmico durante 44 meses de acompanhamento.
  2. Os efeitos a curto prazo do conselho de carboidratos pela restrição alimentar severa em diabetes tipo 2, um estudo randomizado controlado.
  3. Efeitos a longo prazo de uma dieta de rigorosa restrição de carboidratos nos níveis de HbA1c, IMC e diminuição de sulfoniluréias na diabetes tipo 2: um estudo de follow-up de 2 anos.
  4. O efeito de baixo teor de carboidratos, dieta cetogênica versus uma dieta de baixo índice glicêmico no controlo da glicemia na diabetes tipo 2 mellitus.
  5. Estudo comparativo dos efeitos de uma intervenção dietética de 1 ano de uma dieta pobre em carboidratos Versus uma dieta de baixa gordura para perda de peso e controle da glicemia no diabetes tipo 2.
  6. Efeitos de uma dieta de estilo mediterrânico sobre a necessidade de hipoglicemia antes do tratamento medicamentoso em pacientes com diagnóstico recente de diabetes tipo 2.

 

8 – Um Exemplo de Duas Refeições

Por Dr. Andreas Eenfeldt .

Quanto o alimento que você come, pode afetar os níveis de açúcar no seu sangue?

Muito!

Aqui está um exemplo de como a diferença pode ser significativa:

exemplo de duas refeições 1

Na foto à esquerda, uma verdadeira LCHF. Carne frita na manteiga, vegetais fritos na manteiga e molho béarnaise caseiro (manteiga derretida e gema de ovo). Muita gordura, uma grande quantidade de proteína, mas quase sem carboidratos.

Na foto à direita você pode ver o almoço que estavam incrivelmente nos servindo no 11º Congresso Internacional sobre Obesidade, em Estocolmo 2010. Esta é uma grande conferência internacional para os médicos de obesidade e cientistas. O alimento contém quase exclusivamente açúcares e amidos, as coisas que são transformadas em açúcares simples no estômago.

Vamos ver qual o impacto que as duas refeições causaram nos níveis de açúcar no meu sangue:

grafico de 2 refeições

Um nível de glicose no sangue entre 4-6 mmol / L (≈70-100 mg / dl) é típica durante o jejum. Ela pode em seguida, subir após uma refeição, dependendo da quantidade de carboidratos que você come.

Como você pode ver, nada aconteceu com o meu açúcar no sangue quando eu comi a refeição LCHF. Não é realmente surpreendente?

Se você não comer muitos carboidratos não vai ter muita glicose chegando à corrente sanguínea e, consequentemente, o nível de glicose no sangue vai ficar onde estava.

Ao contrário disto, o almoço na conferência sobre obesidade fazia com que o meu nível de açúcar no sangue chegasse ao teto, até a 9,9 mmol / l (180 mg / dl), em apenas uma hora.

Quer fazer um teste semelhante em si mesmo? Encomende simples tiras de medidor de glicose no sangue e teste com um simples equipamento como este aqui.

 

9 – Quem Lucra com o Açúcar Perigosamente Elevado no Sangue?

Alimentos que aumentam o açucar no sangue

Dentro do sistema de saúde, muitas vezes ainda são dados conselhos aos diabéticos para consumirem alimentos que acumulam açúcar no sangue. Não é incomum um diabético receber agrados ao ir aos centros de saúde, como panfletos e guias coloridos (supostamente informativos), como o da sueca acima.

Nestes panfletos ou guias informativos é afirmado que os alimentos que elevam o açúcar no sangue são bons para você.

Exemplos de tais alimentos que são sugeridos como sendo saudáveis: frutas, arroz (não importa se é integral ou não), massas, pães e batatas!

Por que seria bom para os diabéticos comer alimentos que aumentam o açúcar no sangue? Quem se beneficia com isso? Quem está dando todos esses panfletos e guias coloridos de graça? (que supostamente teriam a função de informar o bem)!

Normalmente, como neste caso, é uma empresa farmacêutica que imprimiu o guia. Eles vendem drogas que reduzem os níveis de glicose no sangue.

E então eles oferecem guias e panfletos com aconselhamentos dietéticos que aumentam o açúcar no sangue e faz com que os diabéticos precisem de mais drogas.

As empresas farmacêuticas estão fazendo mais dinheiro ao fornecer aconselhamentos dietéticos que fazem com que os diabéticos fiquem mais doentes. Esta não é uma teoria da conspiração.

É apenas economia de mercado pura e simples!

O aconselhamento sobre alimentos ricos em carboidratos, por exemplo, pode fazer com que um diabético tipo 2 precise iniciar o tratamento com injeções de insulina . O consumo de um único ano de Insulina pode facilmente custar R$ 8.000 ou mais. Multiplique este número por 366 milhões de diabéticos diagnosticados em todo o mundo e você vai ver os enormes interesses econômicos no presente.

 

10 – Seja Sua Própria Evidência

Mais e mais pessoas estão perdendo a confiança nas propagandas de indústrias farmacêuticas e em especialistas mal informados e desatualizados.

Elas estão assumindo o comando de sua própria saúde. Há uma grande mudança em andamento que pode trazer um futuro mais saudável para muitas pessoas.

Você está confuso e não sabe o que pensar?

Isso é normal. Há uma maneira simples de descobrir o efeito que uma dieta pobre em carboidratos tem sobre você.

Tente! Tente você mesmo por algumas semanas e monitorize o efeito. Aqui estão alguns exemplos do que você pode esperar:

  • Níveis de açúcar no sangue melhorarão, a partir da primeira refeição.
  • O aumento da saciedade e perda de peso, muitas vezes já é perceptível dentro de uma semana.
  • O desejo por açúcar reduzido.
  • Um sistema digestivo tranquilo, sem inchaços e nem incômodos com gases.

Assuma o comando de sua própria saúde e teste por si mesmo.

LCHF para Iniciantes.

 

11 – Mais Informação

Você quer saber mais sobre como você pode melhorar a sua própria saúde e a da sua família? Comece por manter-se atualizado.

Cadastre aqui o seu melhor e-mail para receber atualizações gratuitas, e as últimas notícias para a sua saúde e perda de peso. Faça como outras milhares de pessoas: Corpo Medida Certa.

Através do boletim Corpo Medida Certa você receberá atualizações e alertas sobre grandes eventos. Inscreva-se acima.

Facebook

Você está no Facebook? Com o Corpo Medida Certa você vai obter atualizações rápidas sobre tudo que surge de novo na melhor ciência mundial a favor da sua saúde. Você também pode compartilhar facilmente notícias de que seus amigos podem se beneficiar. Muitas pessoas já encontraram o caminho para o Corpo Medida Certa no Facebook.

Você Quer Agir?

Você gostaria que mais pessoas pudessem ter a oportunidade de ver esta pagina e se beneficiar com essas informações? 

Você tem um blog?

Links para este site faz com que ele seja mais valorizado pelos motores de busca. Por favor, inclua a palavra “diabetes” no texto do seu comentário abaixo. Melhor seria copiar diretamente este link  e http://corpomedidacerta.com.br/como-reverter-o-diabetes-tipo-2/ colar em seus posts, mensagens ou até mesmo compartilha-lo.

O objetivo é, naturalmente, adquirir uma classificação superior na busca para a palavra “diabetes”. Isso levaria a muitos novos diabéticos encontrar esta página. 

Sugestões para melhorar esta página são muito bem-vindos!

Se você quiser, você também pode nos envolver em sua associação de diabetes local e fazer a diferença.

Um Grande Abraço,

Hugo Klemar

www.corpomedidacerta.com.br

CORPO MEDIDA CERTA OFERTA

Post Author
Admin Spar
Hugo Klemar é o autor de um best-seller de saúde na Amazon.com, INTESTINO: O SEU SEGUNDO CÉREBRO, bem como a Coleção CULINÁRIA QUE EMAGRECE com 5 volumes e o e-book de saúde e fitness COMO NÃO EMAGRECER, que já venderam milhares de unidades por todo o mundo.