Começando em um estilo de vida alimentar Low-Carb ou Paleo com Diabetes ?

Então você tem diabetes e quer iniciar uma dieta low-carb? Parabéns! Esta é a melhor coisa que você poderia fazer para sua saúde. Ela pode começar a reverter a sua diabetes tipo 2, e no caso de diabetes tipo 1 ela vai melhorar drasticamente o seu controle de açúcar no sangue.

No entanto, você precisa saber o que você está fazendo. Uma vez que você começar a se alimentar com uma dieta low-carb ou paleo você instantaneamente vai ter que baixar as doses de insulina, e bastante!

Evitar os carboidratos que aumentam o açúcar no sangue diminui sua necessidade de medicação para abaixá-lo. Se você continuar tomando a mesma dose de insulina que você usava antes de adotar uma dieta baixa em carboidratos, isso pode resultar em hipoglicemia (baixo nível de açúcar no sangue).

Você precisa testar seu nível de açúcar no sangue com frequência ao iniciar esta dieta e adaptar a sua medicação (a doses menores). O ideal é que isso seja feito com a ajuda de um médico experiente.

Nenhuma droga

Se você tem diabetes, mas é tratado apenas com dieta ou com metformina, então você não corre nenhum risco de hipoglicemia em uma alimentação baixa em carboidratos. Você pode começar imediatamente.

Insulina

Como regra geral, você pode precisar reduzir suas doses de 30 a 50% ou mais quando se inicia uma rigorosa dieta baixa em carboidratos.

Diet Doctor 6

Infelizmente não há nenhuma maneira de saber as doses necessárias com antecedência. Você vai ter que testar seu nível de açúcar no sangue com frequência e adaptar as doses (inferiores) de insulina. Esta deve, idealmente, ser feita com a ajuda de um médico experiente.

Note que, como regra geral, é melhor errar para baixo, e tomar mais insulina posteriormente, se necessário. Isso é melhor.

Se você ficar com overdose de insulina, você vai ficar com baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia) e vai ter que comer ou beber carboidratos mais rapidamente, o que, obviamente, reduz o efeito da dieta de baixo carboidrato.

A insulina no diabetes tipo 1

A recomendação sobre a insulina acima, geralmente também se aplica a diabetes tipo 1. A low-carb e a paleo, assim como qualquer dieta rica em gorduras podem ser fantásticas para ajudar as pessoas com diabetes tipo 1 a estabilizar o açúcar no sangue. Isso resulta em muito menos elevações ou hipoglicemias mais suáveis (quando as doses de insulina são adaptadas).

Se você tiver hipoglicemia regularmente você deve considerar a redução da sua insulina.

Porém, uma palavra de advertência: Uma rigorosa dieta baixa em carboidratos resulta em cetose e em um estado fisiológico normal. Uma dieta low-carb “muito rigorosa” que também restringe a proteína para quantidades moderadas pode resultar em níveis de cetona (> 1,5 mmol / L) bastante elevado, mas ainda um estado fisiológico normal.

Isso é bom para as pessoas saudáveis, mas no caso de diabetes tipo 1, isso significa que você está desconfortavelmente perto da cetoacidose. Em seguida, se você se esquecer de tomar uma injeção de insulina ou duas, ou se houver um mau funcionamento da bomba de insulina, você pode acabar muito doente e tendo que ir para o hospital.

Por isso, o melhor para as pessoas com diabetes tipo 1 é seguir uma dieta Low-carb ou Paleo mais moderada, com um mínimo de 20 a 50 gramas de carboidratos por dia.

No caso deste (Desafio Low-carb 2 Semanas), trata-se de uma rigorosa dieta low-carb com níveis de carboidratos abaixo de 20 gramas por dia.

Você pode por exemplo, adicionar uma fruta ou duas por dia. Se você tem diabetes tipo 1 vale a pena tomar esta atitude preventiva. Apenas por segurança.

Comprimidos de libertação da insulina

Diabetes Tipo 2 - C

Algumas pílulas para o diabetes tipo 2, trabalham liberando mais insulina no pâncreas. O uso deste tipo de medicamento também pode resultar em baixos níveis de açúcar no sangue em uma dieta low-carb, mesmo o risco sendo ligeiramente menor do que com a insulina injetada.

Estes comprimidos são chamados Sulfonilureias e incluem Minidiab, Euglucon, Daonil, e Glibenclamida.

Pode ser necessário ter que reduzir a dose ou interromper estes medicamentos em uma dieta baixa em carboidratos, porque você pode rapidamente se tornar demasiadamente saudável para ter que usa-los. Discuta o assunto com o seu médico com antecedência.

Metformina

Comprimidos de metformina podem ser tomados com segurança em uma dieta low-carb. Não há risco de baixa de açúcar no sangue se você está apenas com metformina.

Agonistas de GLP-1 (por exemplo Victoza) e DPP-4 (por exemplo, inibidores) Januvia

Estas drogas raramente devem levar a baixos níveis de açúcar no sangue em uma dieta low-carb. Mas fique atento, verifique o açúcar no sangue frequentemente e discuta o assunto com o seu médico, se necessário.

Inibidores de SGLT2 (por exemplo, Farxiga)

Estas drogas são uma boa opção para tratar a diabetes de tipo 2, mas podem apresentar um efeito colateral conhecido que aumentam o risco de uma condição perigosa chamada cetoacidose. Este efeito colateral pode se tornar mais comum em uma rigorosa dieta baixa em carboidratos. Proceda com cautela e discuta com o seu médico.

Se você perceber sintomas de cetoacidose: sede excessiva, náuseas, vômitos, confusão mental, etc. Você deve interromper a medicação, comer carboidratos e contactar um médico imediatamente.

Aprender mais

Como curar a diabetes tipo 2

Post Author
Admin Spar
Hugo Klemar é o autor de um best-seller de saúde na Amazon.com, INTESTINO: O SEU SEGUNDO CÉREBRO, bem como a Coleção CULINÁRIA QUE EMAGRECE com 5 volumes e o e-book de saúde e fitness COMO NÃO EMAGRECER, que já venderam milhares de unidades por todo o mundo.